Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/33842
Type: Tese
Title: Reflexões críticas sobre aspectos produtivos e do trabalho na biblioteca universitária em tempos de crise: comparação entre Brasil, Espanha e Moçambique
Authors: André de Souza Pena
First Advisor: Helena Maria Tarchi Crivellari
First Co-advisor: Manuel Valente Mangue
First Referee: Jose Antônio Moreiro González
Second Referee: Alexandre Oliveira de Meira Gusmão
Third Referee: Otávio Soares Dulci
metadata.dc.contributor.referee4: Leonardo Vasconcelos Renault
metadata.dc.contributor.referee5: Lígia Maria Moreira Dumont
Abstract: A Universidade sempre foi desafiada a atender aos anseios sociais do seu tempo. A tese baseada em método de comparação internacional entre Brasil, Espanha e Moçambique valeu-se de entrevistas e fontes secundárias de informação para avaliar, nestas regiões, o papel das bibliotecas universitárias diante da crise internacional iniciada em 2008. São países que vivem um momento político e econômico crítico – cada qual com suas peculiaridades. A Espanha apresenta altas taxas de desemprego como consequência da crise; o Brasil, mesmo diante de uma das piores crises do capitalismo, tem conseguido contorna-la, embora seja gritante a desigualdade entre as classes sociais, repercutindo na emergência de um plano de forte expansão e popularização do ensino universitário como possibilidade de redução, em longo prazo, da situação de desigualdade; Moçambique luta por uma inserção virtuosa na economia internacional buscando expandir sua indústria e, para isso, faz crescer sua universidade e produção científica e mesmo com alto índice de pobreza tem conseguido enfrentar a crise. A tese analisou e comparou as políticas nacionais a partir do processo de trabalho de bibliotecas universitárias – uma em cada país - procurando problematizar os seguintes aspectos: papel social e político da universidade pública para a saída das crises; papel da biblioteca universitária, nesta situação específica e, finalmente, a existência de fomento às iniciativas nacionais e/ou regionais de políticas de mercado de trabalho do bibliotecário, leitura, suporte de informação e acesso livre. Embora paire uma ameaça ideológica sobre a profissão de bibliotecário observou-se certa estabilidade de seu mercado de trabalho durante a crise, principalmente no Brasil, comparativamente aos outros dois países analisados nesta tese. Verificou-se também a função essencial do livro e da biblioteca para a transmissão da cultura, bem como a permanência do papel como principal suporte de informação da biblioteca universitária. Constatou-se ainda que os equipamentos eletrônicos produzem mais resíduo com riscos para o meio ambiente e tóxicos para a saúde humana, além de uma maior obsolescência comparativamente ao livro. Observou-se, entre outras questões, a existência de conflito de interesses na dimensão do acesso livre, bem como o poder dos periódicos pagos oriundos, sobretudo, dos países anglo-saxónicos. Conclui-se pela retomada de um humanismo em que o trabalho reassuma seu valor de uso e, com isso, espera-se que os bibliotecários sejam técnicos, artífices e críticos para auxiliarem na transformação social pela cultura contribuindo na superação das crises advindas do novo espírito do capitalismo.
Abstract: The Academy has always been challenged to have an answer to its contemporary social cravings. This thesis is based on a comparative approach between Brazil, Spain and Mozambique and draws on interviews and secondary information sources to calculate in those regions the role of academic libraries in face of the international crisis, which began in 2008. These countries are going through a critical political and economic moment – each one with its particularities. Spain has shown high unemployment rate as a consequence of the crisis. Brazil, even in face of one of the worst crisis in the capitalism, has found a way to get around it, despite its huge and evident social inequality, which intensely calls for the need of a plan on a great expansion and popularization of the university education, as a possibility to minimize, in a long term, this scene. Mozambique has been struggling for a virtuous insertion in the international economy, as it tries to expand its industry, and, as doing so, contributes to the university education and scientific production growth and, even with high levels of poverty, provides a way to face the crisis. This thesis has analyzed and compared governmental policies based on the work process in academic libraries – one in each country – trying to raise the following aspects: the political and social role of the public university as a way out of the crisis, the role of the academic library in this specific situation and, finally, the existence of economic stimulation for national and/or regional initiatives concerning policies on the librarian labor market, reading incentive programs, adopted material support for information and its free access. Even though there is still an ideological menace around the librarian‘s profession, it was possible to observe some stability of its labor market during the crisis, mainly in Brazil, compared to the other two analyzed countries in this thesis. This work has also verified the essential function of the book and the library in the cultural transmission, as the maintenance of paper as the main informational material support in the academic library. It could also be verified that electronic devices produce more waste, which are a risk to the environment and toxic to humans, being also more obsolete compared to books. Among other issues, attention was also paid to the existence of conflict of interest to what concerns free access, as well as to the power of paid periodicals, which come from AngloSaxon countries. Finally, this work looks forward to the recovery of a human approach, in which the work reassumes its value of use, and hopes librarians to be technical, an artisan and critical, in order to aid in the social transformation through culture and help to overcome the crisis to come from the new spirit of capitalism.
Subject: Ciência da informação
Biblioteconomia
Biblioteconomia
Bibliotecários – Mercado de trabalho
Capitalismo
Crise econômica
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: ECI - ESCOLA DE CIENCIA DA INFORMAÇÃO
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/33842
Issue Date: 18-Sep-2015
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
André de Souza Pena.pdf5.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.