Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-AMWQVT
metadata.dc.type: Dissertação de Mestrado
Title: Doenças cardiovasculares, condições sensíveis à Atenção Primária à Saúde: estudo comparativo das taxas de internação e seu impacto econômico em municípios de pequeno, médio, grande porte e metrópoles do Brasil no período de 2008 a 2014
metadata.dc.creator: Fernanda Squarcio Fernandes Sanches
metadata.dc.contributor.advisor1: Eli Iola Gurgel Andrade
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Veneza Berenice de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee1: Palmira de Fatima Bonolo
metadata.dc.contributor.referee2: Claudia Oliveira Di Lorenzo
metadata.dc.description.resumo: Introdução: nos últimos anos, as políticas de saúde do país priorizaram a atenção primária à saúde. As doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de mortalidade e internação no país, sendo consideradas sensíveis à atenção primária. Numa perspectiva de transição demográfica, com o aumento da população idosa no Brasil, torna-se importante avaliar o comportamento das internações por DCV e seu impacto econômico nos sistemas municipais de saúde, particularmente se esses municípios são de pequeno, médio, grande porte ou metrópoles e se ocorrem em instituições públicas ou conveniadas com o Sistema Único de Saúde. Objetivos: analisar taxas de internação por DCV no Brasil no período de 2008 a 2014, por grupo etário, sexo, natureza jurídica hospitalar e porte populacional do município de origem do paciente; e estimar os gastos despendidos. Métodos: o desenho do estudo foi ecológico misto de tendências e padrões das internações por DCV, tendo como unidade de análiseos municípios classificados por portes populacionais. Foram obtidas séries temporais com informações anuais de todos os municípios brasileiros, a partir de dados secundários provenientes de diversas bases e sistemas de informação. Resultados: O estudo avaliou 3.191.343 internações por DCV ocorridas em 5565 municípios. Foi observada tendência decrescente das taxas de internação porDCV e relação inversa com o porte populacional do município (p<0.001, R2 taxaporte: 0,0372; R2 taxa-ano: 0,0031). As taxas foram maiores entre o sexo masculino e em faixas etárias avançadas. As taxas de internação por Doença Arterial Coronariana (DAC) foram maiores que as por Doenças Cerebrovasculares (DCbV) sendo o principal componente das DCV. No período, o gasto público com internações por DCV foi de R$10.665.465.976. A tendência dos gastos totais com internações por DCV foi crescente tanto nos hospitais públicos (31.8%) quanto nos hospitais privados conveniados (16,4%). O gasto médio cominternação por DCV tende a aumentar à medida que cresce o porte populacional do município de origem do paciente. O valor médio gasto com internações foi maior em hospitais privados conveniados, para o sexo masculino, na faixa etária de 60 a 69 anos e em metrópoles. Conclusão: é necessário que haja maior efetividade das ações da atenção primária na abordagem das DCV, principalmente nos municípios de pequeno e médio porte e que a acessibilidadeaos serviços e tratamentos de saúde ocorra com maior equidade em todo o território brasileiro.
Abstract: Introduction: In recent years, the country's health policies have given priority to primary health care. Cardiovascular diseases (CVD) are the leading cause of mortality and hospitalization in the country and is considered sensitive to primary care. In a demographic transition perspective, with the increase in the elderly population in Brazil, it is important to evaluate the trends of hospitalizations for CVD and its economic impact on local health systems, particularly if thesemunicipalities are small, medium or large and if occurred in public or hired private institutions with the Health System. Objectives: to analyze CVD hospitalization rates in Brazil from 2008 to 2014, by age group, sex, hospital legal status and population size of the patient's home municipality; and estimate the costs expended. Methods: The study design was mixed ecological trends and patterns of hospitalizations for CVD, with the unit of analysis municipalities ranked by population size. Time series were obtained with annual information from allmunicipalities, based on secondary data from various databases and information systems. Results: The study evaluated 3.191.343 hospitalizations for CVD occurred in 5565 municipalities. It was observed downward trend in hospitalization rates from CVD and inverse relationship with the population of the municipality size (p <0.001, R2 rate-size: 0,0372; R2 rate-year: 0,0031). The rates were higheramong males and older age groups. The hospitalization rates for Coronary Artery Disease (CAD) were higher than for cerebrovascular diseases (CVD), it is the main component of CVD. During the period, public spending on hospitalizations for CVD was US$ 2.544.833.005. The trend of total expenditure on hospitalizations for CVD has been growing both in public hospitals (31.8%) and by the hired private hospitals (16.4%). The average hospitalization for CVD tends to increaseas it grows the population size of the patient's home county. The average hospital stay was greater in hired private hospitals, for males, aged 60-69 years and in metropolises. Conclusion: the results of this study have important implications for Brazilian healthcare model. There needs to be greater effectiveness of the actions of primary care in the CVD approach, especially in small and medium-sized cities and accessibility to health services and treatments occur with greater equity in all of Brazil.
metadata.dc.subject.other: Brasil
Doenças cardiovasculares
Gastos em saúde
Atenção primária à saúde
Hospitalização
Medicina
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-AMWQVT
Issue Date: 23-Feb-2016
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
disserta__o_final_pdf__1__pdf.pdf725 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.