Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/30369
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Title: O papel da arquitetura da informação na produção de sentidos pela abordagem sense-making
metadata.dc.creator: Flávia Moraes Moreira
Marcello Peixoto Bax
metadata.dc.description.resumo: O processo de produção de sentidos é vivido pelo indivíduo a partir de necessidades informacionais e tem a intenção de preencher lacunas de informação e permitir que o sujeito continue suas atividades. Esse processo tem gerado muitos estudos na Ciência da Informação, que objetivam contribuir para melhoria dos fluxos informacionais. Entre eles, destacam-se a abordagem Sense-Making (Dervin) e o campo da Arquitetura da Informação. Dentro desta perspectiva, tem-se como problema de pesquisa: de que forma os estudos da Arquitetura da Informação podem contribuir para o processo de produção de sentidos realizado pelos usuários, de acordo com a abordagem Sense-Making (Dervin)? Para responder este questionamento, estes dois conceitos são aqui relacionados pela metodologia de revisão de literatura. O objetivo é identificar relações entre os estudos da abordagem Sense-Making e o campo da Arquitetura da Informação e, assim, contribuir para a construção de processos de produção de sentidos mais eficazes e eficientes. Verificou-se que a Arquitetura da Informação e o Sense-Making atuam sob um mesmo fundamento, que corresponde à compreensão, avaliação e construção de pontes como forma de superar lacunas informacionais. Ambos buscam o aprimoramento dos processos comunicacionais diante a valorização dos fatores contextuais e da participação ativa dos indivíduos. A abordagem de Dervin (1983) apresenta três elementos de identificação: situação, lacuna e uso, enquanto a Arquitetura da Informação explora espaços que integram contextos, conteúdos e usuários. Conclui-se que há grande quantidade de estudos de Arquitetura da Informação voltados especificamente para a web e defende-se a necessidade de uma Arquitetura da Informação mais ampla, que contribua para a construção de ambientes informacionais em espaços diversos, para que esta área receba maior reconhecimento na Ciência da Informação. A partir disso, observa-se que o SenseMaking pode contribuir para o processo de construção de ambientes informacionais, uma vez que as duas linhas de estudos pretendem facilitar ou mediar os processos de produção de sentido. Acredita-se que, pela associação das duas abordagens correlacionadas nesta pesquisa, é possível obter melhores resultados neste processo de busca pela informação e de atendimento às necessidades informacionais dos usuários. Nota-se, por fim, uma semelhança de estrutura triádica de elementos proposta pelas duas abordagens, lógica que favorece a observação e a descrição de modelos.
metadata.dc.subject.other: Arquitetura de informação
Recuperação da informação
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: ECI - DEPARTAMENTO DE TEORIA E GESTÃO INFORMAÇÃO
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/30369
Issue Date: Jan-2016
Appears in Collections:Artigo de Periódico

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
o papel da arquitetura da informação na produção de sentidos.pdf434.66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.