Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/30501
Type: Monografia
Title: Potência muscular na função muscular e capacidade funcional do idoso
Authors: Cristina Aparecida Amaral Golino
First Advisor: Valéria Cristina de Faria
First Referee: Valéria Cristina de Faria
Abstract: O número de pessoas idosas no mundo aumenta consideravelmente, com previsão de atingir setenta milhões nos países desenvolvidos no ano de 2030. No Brasil, no ano de 2025, o número de idosos será cinco vezes o número de idosos existentes em 1950 e acima de 65 anos chegará a quinze vezes. Portanto, considerando o crescente aumento da população idosa e o envelhecimento inevitável, acompanhado da redução acentuada da potência muscular e do declínio funcional, este estudo tem por objetivo revisar a literatura sobre a influência da potência muscular na função muscular e capacidade funcional do idoso. Este estudo é uma revisão narrativa sobre a influência da potência muscular na função muscular e capacidade funcional do idoso. A pesquisa foi realizada nas bases de dados Scielo, Medline e Google Acadêmico, na busca foram utilizados os seguintes termos em português: treinamento de potência no idoso, envelhecimento populacional, limitação funcional do idoso, treino de potência, capacidade funcional do idoso, e exercícios de potência; e em inglês: power training in the elderly, population-ageing, functional limitation of the elderly, power training, functional capacity of the elderly, e power exercises. Em razão da perda progressiva da independência física e funcional, associada ao processo de envelhecimento, é importante promover o desenvolvimento de estratégias que visem minimizar os efeitos deletérios do tecido músculo esquelético. Nesse sentido, dentre as estratégias atualmente utilizadas, destaca-se o treinamento de potência muscular. Conclui-se com base nos objetivos e nos resultados dos estudos selecionados, que a melhora na potência muscular otimiza a capacidade funcional, atenuando os efeitos negativos do envelhecimento, sendo viável e seguro de ser implementado. Outros achados reforçaram a ideia que movimentos com alta velocidade e baixa intensidade possuem maior influência sobre a funcionalidade, portanto, uma importante estratégia a ser utilizada para proporcionar melhor qualidade de vida aos idosos.
Abstract: The number of elderly people in the world is increasing considerably, with the expectation of reaching seventy million in the developed countries in the year 2030. In Brazil, in the year 2025, the number of elderly will be five times the number of elderly people existing in 1950 and over 65 years will reach fifteen times. Therefore, considering the increasing elderly population and the inevitable aging, accompanied by a marked reduction in muscular power and functional decline, this study aims to review the literature on the influence of muscular power on muscle function and functional capacity of the elderly. This study is a narrative review on the influence of muscle power on muscle function and functional capacity of the elderly. The research was conducted in the databases Scielo, Medline and Google Scholar, in the search the following terms were used in Portuguese: treinamento de potência no idoso, envelhecimento populacional, limitação funcional do idoso, treino de potência, capacidade funcional do idoso, e exercícios de potência; and in English: power training in the elderly, population-aging, functional limitation of the elderly, power training, functional capacity of the elderly, and power exercises. Because of the progressive loss of physical and functional independence associated with the aging process, it is important to promote the development of strategies to minimize the deleterious effects of skeletal muscle tissue. In this sense, among the strategies currently used, muscular power training stands out. It is concluded based on the objectives and results of the selected studies that the improvement in muscle power optimizes functional capacity, attenuating the negative effects of aging, being feasible and safe to be implemented. Other findings reinforced the idea that movements with high speed and low intensity have a greater influence on functionality, therefore, an important strategy to be used to provide a better quality of life for the elderly.
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: EEFFTO - ESCOLA DE EDUCAÇÃO FISICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
metadata.dc.publisher.program: Curso de Especialização em Avanços Clínicos em Fisioterapia
Rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/30501
Issue Date: 6-Jul-2019
Appears in Collections:Especialização em Avanços Clínicos em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc da federal corrigido pela federal iris.pdfAberto442.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.