Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/30519
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Paula Maria Machado Arantespt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8224850286256424pt_BR
dc.contributor.referee1Paula Maria Machado Arantespt_BR
dc.creatorAlan de Almeida Xavierpt_BR
dc.date.accessioned2019-10-18T13:47:15Z-
dc.date.available2019-10-18T13:47:15Z-
dc.date.issued2019-07-06-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1843/30519-
dc.description.abstractIntroduction: FM is a chronic disease of unknown etiology that causes generalized pain, sleep disorders, headache, memory and concentration problems, and mood disorders. Objective: The objective of this study was to perform a review and critical analysis of the systematic reviews on the effects of non-pharmacological interventions in individuals with fibromyalgia. Methodology: A review of the literature of systematic reviews published between 1995 and 2019 was performed. Results: Six articles were included in this literature review as a source of results on non-pharmacological intervention in fibromyalgia. These studies had as main outcome the importance of physical activity as a form of treatment, physical exercises and complementary therapies such as kinesiotherapy and other non-drug treatment measures. Conclusion: Exercise is a well-indicated non-pharmaco- logical treatment for these patients, which brings beneficial gains when associated with medications or as more effective forms of treatments for stress reduction, anxiety, mood enhancement and hormone-releasing disposition such as serotonin , endorphins and adrenaline that soothe and give the sensation of relaxation to the patient.pt_BR
dc.description.resumoIntrodução: A FM é uma doença crônica, de etiologia desconhecida, que causa dor generalizada, distúrbios do sono, cefaleia, problemas de memória e concentração e distúrbios do humor. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão e análise crítica das revisões sistemáticas sobre os efeitos das intervenções não-farmacológicas em indivíduos com fibromialgia. Metodologia: Foi realizada uma revisão da literatura de revisões sistemáticas publicadas entre 1995 e 2019. Resultados: Nesta revisão de literatura foram incluídos seis artigos como fonte de resultados sobre a intervenção não farmacológica na fibromialgia. Estes estudos tiveram como desfecho principal a importância da atividade física como forma de tratamento, os exercícios físicos e terapias complementares como cinesioterapia e outras medidas de tratamento não medicamentoso. Conclusão: O exercício é uma forma de tratamento não farmacológico bem indicado para esses pacientes, que trazem ganhos benéficos quando associadas a medicações ou como formas de tratamentos mais eficazes para diminuição do estresse, ansiedade, melhora do humor e disposição com liberação de hormônios como serotonina, endorfina e adrenalina que acalmam e dá a sensação de relaxamento ao paciente.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Minas Geraispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEEFFTO - ESCOLA DE EDUCAÇÃO FISICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONALpt_BR
dc.publisher.programCurso de Especialização em Avanços Clínicos em Fisioterapiapt_BR
dc.publisher.initialsUFMGpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectFibromialgiapt_BR
dc.subjectExercíciopt_BR
dc.subjectDorpt_BR
dc.subjectTratamentos não farmacológicos e reumatologiapt_BR
dc.titleIntervenções não farmacológicas na fibromialgia – uma revisão de literaturapt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
Appears in Collections:Especialização em Avanços Clínicos em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
INTERVENÇÕES NÃO FARMACOLOGICAS NA FIBROMIALGIA - ALAN.pdfAberto530.06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.