Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/42901
Type: Dissertação
Title: A CONSTRUÇÃO DE UM NOVO SCRIPT: o processo de adaptação de famílias de crianças com transtorno do espectro autista
Authors: POLLYANNE MARIA DE LIMA ALCÂNTARA
First Advisor: Cristiane Miryam Drumond de Brito
First Referee: Regina Helena Vitale Torkomian Joaquim
Second Referee: Ricardo Alexandre de Souza
Abstract: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) refere-se a uma condição complexa de distúrbios do desenvolvimento neurobiológico que tende a gerar inúmeros prejuízos na participação em todas as áreas do desempenho ocupacional e em diferentes contextos, demandando suporte e exigindo ajustes na dinâmica de funcionamento familiar. Algumas famílias parecem encontrar equilíbrio para recuperar a estabilidade, mesmo imersas em um contexto desafiador. Nesse contexto, este estudo buscou compreender o processo de adaptação familiar de crianças com diagnóstico de TEA, a partir da percepção dos pais. Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, de abordagem qualitativa, norteada pelo referencial teórico do Modelo de Resiliência Familiar de Estresse, Ajuste e Adaptação Familiar proposto por McCubbin e McCubbin (1993). Um grupo amostral de conveniência foi composto com 7 mães e 1 pai, com pelo menos um filho com faixa etária de até 4 e 10 anos de idade, os quais receberam o diagnóstico de TEA entre 1 anos e 10 meses e 6 anos de idade. Os participantes foram recrutados através de carta convite divulgada em grupos de pais de crianças com TEA em redes sociais online. A coleta de dados foi conduzida através de vídeo-conferência online utilizando um questionário sociodemográfico e um Roteiro de Entrevista Semi-Estruturado baseado no modelo teórico. Todas as entrevistas foram registradas por um gravador de voz e posteriormente transcritas na íntegra e, em seguida, verificadas. Posteriormente as transcrições foram organizadas e analisadas com o apoio do software MAXQDA 2020, utilizando a técnica de análise de conteúdo, na modalidade temática. Os resultados destacaram três categorias temáticas: (1) o evento estressor; (2) o funcionamento familiar; e (3) a avaliação familiar e as estratégias de resolução de problemas e enfrentamentos. As narrativas deste estudo apresentaram conteúdos que sinalizaram interações entre diferentes subsistências familiares, evidenciando como os indivíduos estabelecem relações de apoio recíproco no processo de avaliação familiar e mobilização de esforços para buscar estratégias de enfrentamento adequadas. Foi possível identificar ainda que aspectos como a coesão, adaptabilidade e comunicação foram promovidos pelas ocupações familiares. No que diz respeito às implicações para a prática clínica, o sistema familiar pode ser fortalecido por profissionais de saúde, pois o processo de adaptação pode ser aprendido e, desse modo, facilitado e/ou fomentado.
Abstract: Autism Spectrum Disorder (ASD) refers to a complex condition of neurobiological developmental disorders that tends to generate numerous impairments in participation in all areas of occupational performance and in different contexts, demanding support and requiring adjustments in the dynamics of family functioning. Some families seem to find balance to regain stability, even immersed in a challenging context. In this context, this study sought to understand the family adaptation process of children diagnosed with ASD, based on the parents' perception. This is an exploratory and descriptive research, with a qualitative approach, guided by the theoretical framework of the Family Resilience Model of Stress, Adjustment and Family Adaptation proposed by McCubbin and McCubbin (1993). A convenience sample group consisted of 7 mothers and 1 father, with at least one child aged between 4 and 10 years, who were diagnosed with ASD between 1 years and 10 months and 6 years of age. Participants were recruited through an invitation letter published in groups of parents of children with ASD on online social networks. Data collection was conducted via online videoconference using a sociodemographic questionnaire and a Semi-Structured Interview Guide based on the theoretical model. All interviews were recorded by a voice recorder and later transcribed in full and then verified. Subsequently, the transcripts were organized and analyzed with the support of the MAXQDA 2020 software, using the content analysis technique, in the thematic mode. The results highlighted three thematic categories: (1) the stressful event; (2) family functioning; and (3) family assessment and confrontations. The narratives of this study presented content that signaled interactions between different family subsistences, showing how individuals establish relationships of reciprocal support in the family assessment process and mobilization of efforts to seek appropriate coping strategies. It was also possible to identify those aspects such as cohesion, adaptability and communication were promoted by family occupations.Regarding the implications for clinical practice, the family system can be strengthened by health professionals, as the adaptation process can be learned and, in this way, facilitated and/or encouraged.
Subject: Autismo em crianças
Autismo
Interação social
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: EEFFTO - ESCOLA DE EDUCAÇÃO FISICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Estudos da Ocupação
Rights: Acesso Aberto
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/pt/
URI: http://hdl.handle.net/1843/42901
Issue Date: 13-Dec-2021
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Pollyanne_Maria_de_Lima_Alcantara.pdfDissertação de Mestrado Pollyanne Alcantara1.78 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons