Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/43415
Type: Dissertação
Title: Internações por condições sensíveis e sua associação com a qualidade do cuidado na Atenção Primária à Saúde nos municípios brasileiros
Authors: Filipe Malta dos Santos
First Advisor: Alaneir de Fátima dos Santos
First Referee: Helvécio Miranda Magalhaes Junior
Second Referee: Alzira de Oliveira Jorge
Third Referee: Veneza Berenice de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee4: Hêider Aurélio Pinto
Abstract: Introdução: a Atenção Primária à Saúde (APS) é importante estrutura dentro dos diversos sistemas de saúde. Avançar na compreensão dos fatores relacionados com a qualidade é fundamental para direcionar políticas e investimentos. Objetivo: avaliar a evolução das taxas de ICSAP e a qualidade da APS nos municípios brasileiros, correlacionando-as entre si e com variáveis socioeconômicas e demográficas. Metodologia: realizou-se estudo ecológico de séries históricas em que foram analisadas tendências das taxas de ICSAP no Brasil e regiões, por faixa etária, sexo e causa. As tendências das taxas padronizadas e por faixa etária foram analisadas no período de 2010 a 2019 e por variação percentual entre 2010-2014 e 2015-2019. Também foi feito correlação das taxas de ICSAP nos municípios brasileiros, com a qualidade da APS com base nos ciclos do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) e variáveis de características socioeconômicas e dos sistemas de saúde. A análise de correlação ao longo do tempo foi feita com o modelo Generalized Equations Estimating (GEE). Resultados: as taxas de ICSAP padronizadas e por faixas etárias, no Brasil e nas regiões, tiveram redução estatisticamente significativa no período. A queda foi maior de 2010 a 2014 do que de 2015 a 2019, especialmente nas faixas de 0 a 4 e 5 a 19 anos. Na análise multivariada, observou-se que as taxas de internação tinham queda de 0,2% ao ano a cada aumento de 1 ponto na nota da qualidade da APS, quando mantidas as demais variáveis. Munícipios com piores indicadores socioeconômicos também tiveram maiores taxas. Já o aumento de uma unidade no número de leitos por mil habitantes causou elevação nas taxas de 7,84%. Conclusão: a qualidade da APS do país teve impacto na redução das taxas de ICSAP em um mesmo município ao longo do tempo. Já a elevação do número de leitos disponíveis parece aumentar as taxas. Houve diminuição do ritmo de queda das taxas no período de 2015 a 2019, principalmente na faixa de crianças e adolescentes, período de crise econômica e políticas de austeridade. As taxas de ICSAP podem ser úteis para apontar resultados em saúde, especialmente se forem analisadas em série histórica. Além disso, parecem sofrer impacto da qualidade da APS e de períodos de crise econômica e austeridade.
Abstract: Introduction: Primary Health Care (PHC) is an important structure within health systems. Understanding its operation and studying what impacts on indicators is essential for directing policies and investments. Objective: The objective is to assess how the rates of Ambulatory Care Sensitive Conditions (ACSC) had varied from 2010 to 2019, and whether these rates are associated with the quality of PHC and other variables in Brazilian municipalities. Methodology: An ecological and historical series study was conducted in which trends in ACSC rates in Brazil and regions were analyzed, by age group, sex, and cause. Trends in rates were analyzed from 2010 to 2019 and by percentage change between 2010-2014 and 2015-2019. A correlation was also made between the rates of ICSAP in Brazilian municipalities, with the quality of PHC based on the cycles of the Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) and variables of socioeconomic characteristics and health systems. Correlation analysis over time was performed using the Generalized Equations Estimating (GEE) model. Results The ACSC rates standardized by Brazilian population or rates by age groups, had a statistically significant reduction in the period. The drop was greater from 2010 to 2014 than from 2015 to 2019, especially in the 0 to 4 and 5 to 19 age groups. About the causes of hospitalization, the three with the highest drops in females were: gastroenteritis (59.6%), asthma (58.7%) and hypertension (49.2%). There was an increase in some rates, such as cerebrovascular diseases (11.2%). These data were similar in males. In the multivariate analysis, it was observed that hospitalization rates dropped by 0.2% per year, with each increase of one point in the PHC quality score, keeping the other variables constant. Municipalities with greater deprivations also had higher rates. The increase of one unit in the number of beds per one thousand inhabitants resulted in an increase in rates of 7.84%. Conclusion: There was a decrease in the trend of decline rates from 2015 to 2019, especially in the range of children and adolescents, during a period of economic crisis and austerity policies. The quality of PHC in the country had an impact on the reduction of ACSC in the same municipality over time. The number of available beds seems to increase rates. ACSC rates can be useful to point out health outcomes, especially if they are analyzed in a historical series, they seem to be impacted by the quality of PHC and periods of economic crisis and austerity.
Subject: Atenção Primária à Saúde
Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde
Hospitalização
Saúde da Família
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: MEDICINA - FACULDADE DE MEDICINA
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública
Rights: Acesso Restrito
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/pt/
URI: http://hdl.handle.net/1843/43415
Issue Date: 22-Feb-2022
metadata.dc.description.embargo: 22-Feb-2024
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
INTERNAÇÕES POR CONDIÇÕES SENSÍVEIS E SUA ASSOCIAÇÃO COM A QUALIDADE DO CUIDADO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS (1).pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrictionUntil??? 2024-02-22
912.51 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons