Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/47779
Type: Tese
Title: Desenvolvimento e validação de um instrumento para mensuração do medication literacy em idosos.
Other Titles: Development and validation of an instrument to measure medication literacy in older adults.
Authors: Laís Lessa Neiva Pantuzza
First Advisor: Adriano Max Moreira Reis
First Co-advisor: Elizabeth do Nascimento
First Referee: Katarinne Lima Moraes
Second Referee: Cristiano Mauro Assis Gomes
Third Referee: Tatiane da Silva Dal Pizzol
metadata.dc.contributor.referee4: Marco Túlio Gualberto Cintra
Abstract: O medication literacy (ML) abrange as habilidades para obtenção, compreensão e uso adequado de informações sobre medicamentos. Mudanças relacionadas ao envelhecimento contribuem para o decréscimo do ML, tornando os idosos mais susceptíveis a problemas no uso da sua farmacoterapia. Esse cenário evidencia a necessidade de mensuração do ML, a fim de se avaliar seus reflexos no autocuidado, segurança e efetividade da utilização de medicamentos nessa população. Assim, o objetivo desta tese foi desenvolver e validar um instrumento para a mensuração do ML em idosos. O instrumento foi desenvolvido em múltiplas etapas. Primeiramente, foi realizada uma revisão de escopo para identificar as definições, os instrumentos e os fatores associados ao ML. A partir desses resultados, foi desenvolvido o modelo conceitual de ML, submetido a um painel de especialistas para avaliação da importância dos seus elementos utilizando escala Likert de 5 pontos. O modelo conceitual obtido compreendeu quatro dimensões (funcional, comunicativa, crítica e numerácia) e cinco subdimensões (acessar, compreender, comunicar, avaliar e calcular), além dos determinantes e objetivos de ML. Foi criado um banco de itens para a geração da versão preliminar do instrumento, submetida à validação de conteúdo. Para tanto, um painel de especialistas avaliou a relevância e clareza dos itens, utilizando escala Likert de 3 pontos, e classificou-os quanto às subdimensões teóricas de ML. Posteriormente, o instrumento foi modificado e aplicado a 30 idosos para avaliação semântica. Novas adequações foram realizadas, dando origem a versão piloto do instrumento, contendo 33 itens distribuídos em oito cenários fictícios de utilização de medicamentos. Para a avaliação das propriedades psicométricas, a versão piloto foi aplicada em 228 idosos (≥60 anos) selecionados na comunidade e em dois ambulatórios de hospitais públicos de ensino de Belo Horizonte. Na análise descritiva dos itens, um item apresentou valores elevados de assimetria (-2,5) e curtose (4,5) e foi excluído do instrumento. Soluções de quatro, dois e um fator foram testadas na análise fatorial exploratória, que apontou para a unidimensionalidade do instrumento; todos os itens apresentaram carga fatorial >0,30 na solução de um fator. Na teoria de resposta ao item, foi adotado o modelo de três parâmetros logísticos, sendo que um item apresentou índice de discriminação <0,65 e outros três apresentaram probabilidade de acerto ao acaso >0,35 e foram excluídos do instrumento. A versão final de 28 itens demonstrou excelente consistência interna (Kuder-Richardson formula 20 = 0.90); seus escores foram alta e diretamente associados com o letramento em saúde e a escolaridade, apontando para a sua validade convergente. Realizou-se normatização preliminar dos escores por meio da norma percentílica, classificando-os em baixo, médio e adequado nível de ML. Os resultados desta tese apontam que o instrumento é psicometricamente adequado para medir a capacidade dos idosos de acessar, compreender, comunicar, calcular e avaliar informações relacionadas aos medicamentos. O instrumento poderá ser utilizado na pesquisa farmacoepidemiológica e na prática clínica, fornecendo informações para proposição de ações para o uso seguro e efetivo de medicamentos nessa população e para a promoção de um envelhecimento saudável.
Abstract: Medication literacy (ML) encompasses the skills to access, understand and properly use medication information. Aging-related changes impact ML, making older adults more prone to drug-related problems. This scenario highlights the need to measure ML to assess its effects on self-care, safety, and effectiveness in the use of medication by older adults. Thus, the aim of this thesis was to develop and validate an instrument to measure ML in older adults. The instrument was developed in multiple stages. First, a scoping review was performed to identify the definitions, instruments and factors associated with ML. The scoping review results were used to develop the conceptual model of ML, which was submitted to a panel of experts to evaluate the importance of its elements using a Likert-5 scale. The conceptual model obtained comprised four dimensions (functional, communicative, critical, and numeracy), five subdimensions (access, understand, communicate, evaluate, and calculate), the determinants and objectives of ML. An item bank was created to generate the preliminary version of the instrument, which was submitted to content validation. A panel of experts evaluated the relevance and clarity of the items using a Likert-3 scale and classified them per the theoretical subdimensions of ML. The instrument was modified and applied to 30 older adults for semantic analysis. New adjustments were made, giving rise to the pilot version of the instrument, containing 33 items distributed in eight fictitious medication-use scenarios. The pilot version was applied to 228 older adults (≥60 years) selected in the community and in two outpatient services of two teaching hospitals in Belo Horizonte for the evaluation of psychometric properties. One item presented high values of skewness (-2.5) and kurtosis (4.5) in the descriptive analysis of the items and was excluded from the instrument. Four, two and one-factor solutions were tested in exploratory factor analysis, which pointed to the one-dimensionality of the instrument; all items had a factor loading >0.30 in the one-factor solution. A three-parameter logistic model was adopted in the item response theory; one item had discrimination scores <0.65 and another three had guessing scores >0.35, which were excluded from the instrument. The final version, with 28 items, had excellent internal consistency (Kuder-Richardson formula 20 = 0.90); its scores were highly and directly associated with health literacy and educational level, pointing to its convergent validity. A preliminary standardization of the scores was carried out using the percentile norm, classifying the scores as low, medium, and adequate level of ML. Finally, the results of this thesis indicate that the instrument is psychometrically adequate to measure the ability of older adults to access, understand, communicate, calculate, and evaluate medication-related information. The instrument can be used for pharmacoepidemiological research and clinical practice, providing information to propose actions for the safe and effective use of medications in this population and the promotion of healthy aging.
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: FARMACIA - FACULDADE DE FARMACIA
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Medicamentos e Assistencia Farmaceutica
Rights: Acesso Restrito
URI: http://hdl.handle.net/1843/47779
Issue Date: 27-Jul-2022
metadata.dc.description.embargo: 27-Jul-2024
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Laís Lessa Neiva Pantuzza_Final.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrictionUntil??? 2024-07-27
9.84 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.