Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-9VLHAB
metadata.dc.type: Dissertação de Mestrado
Title: Efeito estrogênico sobre a expressão do receptor de membrana para estradiol GPER 1 em tecidos secretores ou alvos para a ocitocina
metadata.dc.creator: Mauro Sergio Batista da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Adelina Martha dos Reis
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Maristela de Oliveira Poletini
metadata.dc.contributor.referee1: Maristela de Oliveira Poletini
metadata.dc.description.resumo: A ocitocina é um hormônio produzido principalmente por núcleos hipotalâmicos e liberado na porção posterior da glândula hipófise cujos efeitos já descritos na literatura são versáteis. A sinalização ocitocinérgica ocorre via receptor de ocitocina (OTR) nos tecidos alvos como útero e lobo anterior da glândula hipófise. A modulação da ação ocitocinérgica ocorre principalmente por estrogênios a fim de aumentar a eficiência da resposta do tecido alvo. A atuação estrogênica ocorre via seus receptores clássicos ER e ER, bem como por ação rápida via receptores recentemente descritos, dentre eles o receptor de estradiol acoplado à proteína G denominado GPER1. O presente trabalho teve como objetivo identificar o perfil de expressão de GPER1, por PCR de tempo real e imunohistoquímica, nos núcleos produtores e também em tecidos alvos de ocitocina ao longo do ciclo estral de ratas, além de determinar o efeito do tratamento com estradiol e progesterona sobre esta expressão. Ratas de três meses de idade tiveram o ciclo estral acompanhado por, no mínimo quinze dias, e a eutanásia foi realizada nas diferentes fases do ciclo estral (diestro, manhã e tarde de proestro, , estro e metaestro). Fêmeas na fase da tarde de proestro apresentaram maiores níveis de RNAm e proteína para GPER1 no PVN em relação às outras fases, A expressão gênica para o receptor de estradiol no SON não variou ao longo do ciclo. A adeno-hipófise apresentou maior expressão de GPER1, RNAm e de proteína, na tarde de proestro. Em adição, os resultados mostraram que a expressão de OTR também foi maior na tarde de proestro. Fêmeas ovariectomizadas foram injetadas por quatro dias com: óleo de milho (veículo), estradiol (E2), ou com estradiol por quatro dias e progesterona no quarto dia (E2+P4) ou com óleo de milho por quatro dias e uma injeção de progesterona no quarto dia (P4). Fêmeas ovariectomizadas tratadas com veículo mostraram um aumento na expressão do gene gper1, enquanto que administração de E2 ou E2+P4 diminuiu significativamente a expressão do receptor na hipófise e no útero. Em contrapartida, administração dos esteroides ovarianos aumentou expressão de OTR. Nossos resultados mostram que a expressão de GPER1 é maior durante a tarde de proestro, período que coincide com maior secreção de ocitocina e gonadotrofinas em fêmeas. A expressão de GPER1 é dependente da variação de estradiol presente no ciclo estral em tecidos secretores e alvos para ocitocina e administração de estradiol reduz sua expressão nos tecidos alvos. A presença de maior ativação de GPER1 durante o proestro pode estar ligado a 7 maior secreção ocitocinérgica, em fêmea, em seu período fértil. O presente estudo conclui que a expressão de GPER1 apresenta variações nos núcleos produtores de ocitocina, bem como em tecidos alvos para este peptídeo de acordo com as diferentes fases do ciclo estral. Estas variações de expressão de GPER1 acompanham alterações de expressão de ocitocina e seu receptor nos tecidos alvos para este hormônio. Além disso, na hipófise a expressão desse receptor de estradiol é modulada pelos esteroides ovarianos.
Abstract: The oxytocin is a hormone produced mainly in hypothalamic nuclei and released in the posterior pituitary gland lobe; its effects described in the literature are versatile. The oxytocinergic signaling occurs via the oxytocin receptor (OTR) in target tissues such as the uterus and anterior pituitary gland. The modulation of oxytocinergic action occurs mainly by estrogens in order to increase the efficiency of target tissue response. The estrogenic activity operates through classical receptors ER and ER, as well as rapid responses using recently described receptors. Those include the G protein-coupled estrogen receptor named GPER1. This study aimed to identify the expression profile of GPER1, by real-time PCR and immunohistochemistry, in both oxytocin secreting and target tissues during the female estrous cycle in rats, as well as the effects of estradiol and progesterone on this expression. Three-month old female rats had the estrous cycle followed during at least fifteen days and euthanasia was performed in each phase of the cycle: diestrus, proestrus morning (9:00h), proestrus afternoon (17:00h), estrus and metaestrus. During the proestrus afternoon, we found higher levels of GPER1 mRNA and protein in the PVN compared with the other phases. Gene or protein expression for the estradiol receptor in the SON did not vary over the cycle. The anterior pituitary showed higher expression of GPER1 mRNA or protein on the afternoon period of proestrus. In addition, the results showed that OTR expression was higher on the proestrus afternoon. Ovariectomized animals were treated for four days as follow: corn oil (vehicle); estradiol (E2); estradiol for four days and progesterone on forth day (E2+P4); or corn oil for four days and on forth day with an injection of progesterone (P4). Ovariectomized treated with vehicle had an increase in the expression of the gene gper1 while administration of E2 or E2+P4 significantly decreased the expression of the receptor in the pituitary and uterus. On the other hand, administration of ovarian steroids increased expression of OTR. Our results show that the expression of GPER1 is higher during the proestrus afternoon, which coincided with a previously described increase of oxytocin and gonadotropin secretion in females. The expression of GPER1 depends of the estradiol variation of estrous cycle in secretory and targets tissues for oxytocin, and estradiol administration reduces its expression in target tissues. The greater activation of GPER1 during proestrus afternoon might be linked to higher oxytocin secretion in females during their fertile period. The present study concludes that GPER1 expression shows variations in producing oxytocin nuclei 9 as well as target tissues for the peptide according to the different stages of the estrous cycle. Those changes in expression of GPER1 following changes of expression of oxytocin and its receptor on target tissues to this hormone. In addition, ovarian steroids modulate the pituitary expression of the estradiol receptor.
metadata.dc.subject.other: Estrógenos Receptores
Ocitocina
Receptores acoplados a proteínas-G
Hipofise
Ciclo estrual/fisiologia
Fisiologia
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-9VLHAB
Issue Date: 12-Aug-2014
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
disserta__o_de_mestrado_mauro_silva_fisiologia_icb_2014.pdf2.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.