Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AWMLNV
Type: Tese de Doutorado
Title: O tratamento psicanalítico do bebê com risco de autismo: uma clínica ao avesso?
Authors: Isabela Santoro Campanario
First Advisor: Jeferson Machado Pinto
First Co-advisor: Angela Maria Resende Vorcaro
First Referee: Nadia Laguardia de Lima
Second Referee: Roberto Assis Ferreira
Third Referee: Daniela Scheinkman Chatelard
metadata.dc.contributor.referee4: João Luiz Leitão Paravidini
Abstract: Iniciamos com questões preliminares acerca do tratamento psicanalítico com bebês com risco de autismo. Qual estatuto de sujeito é possível para eles? Continuamos nos dedicando a aprofundar no conceito de pulsão abordado por Lacan (1964). Passamos às operações de alienação e separação. Trazemos o conceito de holófrase e sua incidência na primeira infância. Abordamos a primazia da pulsão invocante na constituição do sujeito e a música da fala. Trabalhamos a importância da suposição de sujeito na passagem do infante ao falasser. Trazemos os Indicadores de risco para o desenvolvimento infantil (IRDI). Fazemos referência à questão da estrutura do autismo. Trata-se de prevenção ou antecipação? Psicogênese ou organogênese? Fazemos breve referência ao transitivismo. Apontamos que chama a atenção a dor sentida pela família destas crianças, uma dor devastadora. Fazemos um percurso pelo conceito de devastação. Abordamos o conceito de gozo e sua implicação na constituição do sujeito. Propomos estar atuando de acordo com a chamada psicanálise ao avesso, que lida com a criança em posição de objeto e permite com que estas crianças se subjetivem. Trazemos três casos de crianças atendidas em psicanálise mãe-bebê com excelentes resultados que parecem apontar outras saídas estruturais para estes pacientes. Porém, trata-se de uma problematização, pois os pacientes encontram-se ainda em fase de estruturação
Abstract: We start with preliminary questions about psychoanalytic treatment to babies at risk of autism. What subject status is possible for them? We continue dedicating ourselves to deepen the concept of drive approached by Lacan (1964). We write about the operations of alienation and separation. We bring the concept of holófrase and its incidence in infancy. We address the primacy of invocatory drive in the constitution of the subject and the music of speech. We work on the assumption of subject matter in the passage of the infant to the speakingbeing. We bring the risk indicators for child development (IRDI). We refer to the question of the structure of autism. Our work: is it anticipation or prevention? Psychogenesis or organogenesis? We make brief reference to transitivism. We point that draws attention to pain felt by the family of these children, a devastating pain. We make a journey through the concept of devastation. We bring the concept of joy and their implication in the constitution of the subject. We propose be acting in accordance with the so-called "psychoanalysis in reverse", which deals with the child in a position of object and allows these children to be subject. We bring three cases in children in mother-infant psychoanalysis with excellent results seem to indicate that other structural outputs were possible for these patients. However, this is a question, because patients are still being developed
Subject: Psicanálise
Autismo
Psicologia
language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
Rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AWMLNV
Issue Date: 7-Mar-2013
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_p_biblio.pdf680.44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools