Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-B59GLT
metadata.dc.type: Dissertação de Mestrado
Title: Efetividade geral do teste de genotipagem do HIV-1 em Minas Gerais, Brasil nos anos de 2010, 2014 e 2016
metadata.dc.creator: Abdusalam Mustafa A Algayd
metadata.dc.contributor.advisor1: Unai Tupinambas
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Helena Duani
metadata.dc.contributor.referee1: Mateus Rodrigues Westin
metadata.dc.contributor.referee2: Fabiana Maria Kakehasi
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Diversos estudos documentaram a eficácia e a efetividade da terapia antirretroviral (TARV) de resgate orientada pelos testes de genotipagem e mostraram a possibilidade de sustentação de níveis plasmáticos de carga viral (CV) do HIV abaixo do limite de detecção dos métodos empregados. Entretanto a efetividade geral da terapia de resgate orientada pelo teste de genotipagem num longo período de tempo e através da observação direta dos resultados obtidos na prática clínica ainda não foi avaliada no Brasil. Objetivo principal: Avaliar a efetividade virológica e imunológica da troca do esquema antirretroviral baseado no teste de genotipagem de pacientes infectados pelo HIV-1 em acompanhamento em serviços especializados de Minas Gerais nos anos de 2010, 2014 e 2016. Metodologia: Coorte retrospectiva de pacientes de Minas Gerais, acima de 18 anos e que realizaram o teste de genotipagem do HIV-1 nos anos de 2010, 2014 e 2016. Os desfechos primários avaliados na semana 48 (±4semanas) de acompanhamento serão a proporção de pacientes com carga viral (CV) <50 cópias/ml ou <200 cópias/ml e a variação no número de linfócitos T CD4+ em relação aos exames antes da genotipagem. Os dados foram obtidos através de banco de dados nacionais (SICLOM e SISCEL) e análise dos mesmos no software de análise estatística SPSS (versão 15.0). As sequências virais obtidas no teste de genotipagem foram analisadas com o algoritmo de interpretação de mutações de resistência e perfil de sensibilidade do HIV Stanford HIV-DB. Resultados: 485 pacientes que realizaram o teste de genotipagem nos três anos foram analisados. Os resultados mostram que a maioria dos participantes eram do sexo macusclino (277/57%) e com idade média de 42 anos. Este estudo mostrou uma efetividade virológica da troca da TARV baseada no teste de genotipagem de 71,1% nos três anos avaliados. Em relação às mutações de resistência relacionadas aos ITRN, há uma queda da prevalência das mutações dos análogos dos timidínicos (TAM-1 e TAM-2) variando de 1,4% a 0,0% e de 11,6% a 3,8% respectivamente. Não foram encontradas mutações relacionadas ao complexo de inserção 69 e 151. Houve aumento da mutação no códon K65R ao longo do tempo, provavelmente associada ao uso do tenofovir (TDF), passando de 3,6% para 10,9% no último ano avaliado. Houve uma queda da prevalência da mutação M184V, de 80,6% em 2010 para 55,4% em 2016. Para as mutações associadas aos ITRNN, observou-se uma estabilização da prevalência de mutações. Entre as mutações principais para esta classe apenas a mutação no códon 188 apresentou discreto aumento no último ano analisado. As mutações de IP, houve tendência de queda das mutações de resistência ao longo dos três anos observados. Conclusão: O teste de genotipagem mostrou-se excelente ferramenta para guiar o esquema terapêutico de resgate na presença de falha terapêutica, onde 71,1% dos pacientes apresentaram CV indetectável em 48 semanas após a troca.
Abstract: Introduction: Several studies have documented the efficacy and effectiveness of salvage therapy guided by genotyping tests and have shown the possibility of sustaining plasma levels of HIV viral load (VL) low or undetectable level of the methods used. However, the general effectiveness of rescue therapy guided by the genotyping test over a long period of time and through the direct observation of results obtained in clinical practice has not yet been evaluated in Brazil and Minas Gerais. Main objective: To evaluate the virological and immunological efficacy of the antiretroviral regimen based on the genotyping test of HIV-1 infected patients in follow-up at specialized services in Minas Gerais in the years 2010, 2014 and 2016. Methodology: Retrospective cohort study of patients Minas Gerais, Brazil, aged 18 years and older, who underwent HIV-1 genotyping in the years 2010, 2014 and 2016. The primary outcomes evaluated at week 48 (± 4 weeks) follow-up will be the proportion of patients with viral load ) <50 copies / ml or <200 copies / ml and the variation in the CD4+ - T lymphocyte counts in relation to the examinations prior to genotyping. The data were obtained through national databases (SICLOM and SISCEL) and analyzed in the statistical analysis software SPSS (version 15.0). The viral sequences obtained in the genotyping test were analyzed using the Stanford HIV-DB resistance mutation and sensitivity mutation algorithm. Results: 485 patients who underwent the genotyping test in the three years were analyzed. The results show that the majority of the participants were male (277/57%) and with average age of 42 years. This study showed an virological effectiveness of 71.1% of ART switch based on the genotyping test in the three years evaluated. Regarding the resistance mutations related to NRTIs, there is a decrease in the prevalence of mutations of the thymidine analogues (TAM-1 and TAM-2) ranging from 1.4% to 0.0% and from 11.6% to 3,8% respectively. There were no mutations related to the insertion complex 69 and 151. There was an increase in the mutation in the K65R codon over time, probably associated with the use of Tenofovir (TDF), from 3.6% to 10.9% in the last studied year. There was a drop in the prevalence of the M184V mutation, from 80.6% in 2010 to 55.4% in 2016. For mutations associated with ITRNN, there was a stabilization of the prevalence of mutations. Among the major mutations for this class only the mutation at codon 188 showed a slight increase in the last year analyzed. Mutations of PI, there was a trend of decline of resistance mutations over the three years observed. Conclusion: In the presence of virologic failure of antiretroviral treatment, was observed that an excellent effectiveness of the Treatment switch guided by the genotyping test.
metadata.dc.subject.other: HIV
Terapia antirretroviral de alta atividade
HIV (Virus) Controle
Efetividade
Estudos de coortes
Técnicas de genotipagem
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-B59GLT
Issue Date: 3-Jul-2018
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.