Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/DAJR-8N7H4Q
metadata.dc.type: Dissertação de Mestrado
Title: A terminologia náutica no diccionario da lingua brasileira de Luiz Maria da Silva Pinto
metadata.dc.creator: Regina Celia Esteves dos Santos Tormin Botelho
metadata.dc.contributor.advisor1: Maria Candida Trindade Costa de Seabra
metadata.dc.contributor.referee1: Ana Paula Antunes Rocha
metadata.dc.contributor.referee2: Aderlande Pereira Ferraz
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo o estudo dos termos náuticos constantes no Diccionario da Lingua Brasileira (DLB), de Luiz Maria da Silva Pinto. Publicado na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais, na Typografia Silva, no ano de 1832, dez anos depois de proclamada a independência do Brasil, esse dicionário é, hoje, considerado o primeiro dicionário impresso nesse país. De tamanho pequeno, tem 1111 páginas, nos moldes atuais de um 'dicionário portátil', o DLB é um livro raro. Para a realização desta pesquisa, utilizamo-nos do volume em formato digital, da edição microfilmada da obra, realizada pelo Arquivo Público Mineiro, localizado na capital mineira, Belo Horizonte. Inicialmente, fizemos levantamento das unidades léxicas que remetem ao mundo da navegação, observando as 'marcas de uso' que se referem à terminologia náutica. Partimos, portanto, de um corpus dicionarístico, de terminologia náutica, composto de 153 termos, constituídos de 117 substantivos, 03 adjetivos, 32 verbos e 1 advérbio. Em uma segunda etapa, os dados foram organizados em fichas lexicográficas. Para cada um dos termos, construímos uma ficha lexicográfica que nos indica se o termo ocorreu ou não no Brasil desde o período colonial até os dias de hoje; além de mostrar origens e outras informações importantes para análise linguística. Para os conceitos de léxico, lexicologia, apoiamo-nos em Haensch, Biderman, Krieger e Finatto, para a Terminologia, em Barros. Para a análise dos dados, ao longo do tempo, tomamos como base norteadora a concepção de Linguística Histórica tal como apresentada por Bynon e Cohen. Como partimos de um tema, ou seja, da terminologia náutica, trabalhamos com o percurso 'do conceito à palavra', nos moldes do método onomasiológico. Em seguida, estendemos nossa análise à palavra ou ao signo linguístico - percurso semasiológico. Nossa análise apontou uma terminologia de base europeia, pouco representativa da realidade marítima brasileira, pouco descritiva e bastante prescritiva.
Abstract: This paper aims the study of nautical terms contained in the Brazilian Language Dictionary (Diccionario da Lingua Brasileira) (DLB), Luiz Maria da Silva Pinto. It was published in Ouro Preto in Minas Gerais at Typography Silva, in 1832, ten years after the proclamation of the independence of Brazil. This dictionary is now considered the first printed dictionary in that country. Its size is small but there are 1111 pages in the current pattern of a "portable dictionary". The DLB is a rare book. In the presented study we have used the volume in digital format of the microfilm edition undertaken by the Arquivo Público Mineiro that is located in the capital of Minas Gerais, Belo Horizonte. At first we surveyed the lexical words referring to the world of navigation noting the "tags of use" which refers to nautical terminology. We started the paper from a dicitionary corpus of nautical terminology, composed of 153 terms, consisting of 117 nouns, 03 adjectives, 32 verbs and an adverb. In a second step, the data were arranged in lexicographic forms. In each of the words we wrote a lexical form that shows us if the word was used or not in Brazil since the colonial era to the present day besides showing the origins and other important information for linguistic analysis. We based ourselves on Haensch, Biderman, Krieger and Finatto for the concepts of lexicon and lexicology and on Barros for the Terminology. For data analysis we took as the basis guiding the development of Historical Linguistics as presented by Cohen and Bynon. As we started from nautical terminology we worked towards the concept to word" similar to the method onomasiological. Next, we extended our analysis to the word or the sign language - a route semasiology. Our analysis revealed an European terminology and unrepresentative of the Brazilian maritime context, rather descriptive and prescriptive.
metadata.dc.subject.other: Lingüística
Lingüística histórica
Lingua portuguesa Etimologia
Língua portuguesa Lexicografia
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/DAJR-8N7H4Q
Issue Date: 5-Jul-2011
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
1423m.pdf8.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.