Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/FACE-AAKNV8
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Jose Irineu Rangel Rigottipt_BR
dc.contributor.advisor-co1Antonio Miguel Vieira Monteiropt_BR
dc.contributor.advisor-co2Flavia da Fonseca Feitosapt_BR
dc.contributor.referee1Adriana de Miranda Ribeiropt_BR
dc.contributor.referee2Jupira Gomes de Mendoncapt_BR
dc.contributor.referee3Maria Luiza de Aguiar Marquespt_BR
dc.contributor.referee4Gustavo Henrique Naves Givisiezpt_BR
dc.creatorRoberta Rosembackpt_BR
dc.date.accessioned2019-08-09T16:51:26Z-
dc.date.available2019-08-09T16:51:26Z-
dc.date.issued2016-04-08pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1843/FACE-AAKNV8-
dc.description.abstractThe housing issue is essentially a demographic and spatial theme. It is a demographic theme because the life cycle of individuals and the changes in population size and age structure are linked to family formation and therefore to the necessity of new dwellings. It is also a spatial theme because a dwelling is associated with a land that has properties inherent to its location. Understanding the population dynamics and its relationship to the occupation of urban areas is a central point for urban planning and management. This thesis proposes a methodology for analysis of the housing situation at the municipal level. It is divided into two stages, the diagnosis and the prognosis. The diagnosis relies on seven theoretical analytical dimensions of adequacy that housing units are subjected to: physical fitting of the building; suitability of the building for the family; appropriateness as to legal issues; suitability as environmental safety; adequacy of infrastructure and public services; suitability of the location and accessibility; and adequacy of housing cost. The use of sample data from Census 2010 showed to be sufficient for the systematic analysis of five of the proposed dimensions (legal issues and environmental safety are not discussed). Still in the diagnosis context, inappropriate dwellings are classified into three levels: basic deficit, inadequacies, and inadequacies in severe level. In addition, the use of the weighting areas as units of analysis, allows reaching the intra-urban scale. On the prognosis stage, the future demographic demand for housing is calculated by the application of the Headship Ratio in population projections. This method was applied in the North Coast of São Paulo (São Sebastião, Caraguatatuba and Ubatuba) and proved to be consistent to help the design of housing policies. It numbers the different types of housing needs and allows the discussion of the well located housing, the urban life quality, and provides more detailed and territorialized reviews of the variety of inappropriateness that dwellings can present.pt_BR
dc.description.resumoA questão habitacional é essencialmente um tema demográfico e espacial. Demográfico porque o ciclo de vida dos indivíduos e as mudanças no tamanho e estrutura etária da população estão ligados à formação de famílias e, portanto, à necessidade de unidades habitacionais. E é também um tema espacial porque uma unidade habitacional tem propriedades inerentes à sua localização. Entender a dinâmica populacional e sua relação com a ocupação no espaço urbano é ponto central para o planejamento e gestão do território. Nesta Tese é proposta uma metodologia para a análise da situação habitacional em escala municipal, dividida em duas etapas: uma de diagnóstico e uma de prognóstico. O diagnóstico se apoia em sete dimensões analíticas teóricas de adequação a que estão sujeitas as unidades habitacionais: adequação física da edificação; adequação da edificação à família; adequação quanto à segurança jurídica; adequação quanto à segurança ambiental; adequação à infraestrutura e serviços públicos; adequação à localização e acessibilidade; e adequação do custo de moradia. A utilização dos dados amostrais do Censo Demográfico de 2010 se mostrou suficiente para a análise sistemática de adequação dos domicílios a cinco das dimensões propostas (adequação à segurança ambiental e jurídica não são abordadas). Ainda no diagnóstico os domicílios inadequados são classificados em três níveis: déficit básico, inadequações, e inadequações em nível agravado. A utilização das áreas de ponderação como unidade de análise permite alcançar a escala intraurbana. Na etapa de prognóstico calcula-se a futura demanda demográfica por habitação, pela aplicação da Taxa de chefia de família a projeções populacionais. Este método foi empregado na região do Litoral Norte Paulista (São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba) e se mostrou consistente no auxílio do desenho de políticas habitacionais, pois contabiliza os diferentes tipos de carências habitacionais e permite discutir a moradia bem localizada, a qualidade de vida urbana, além de proporcionar avaliações mais detalhadas e territorializadas sobre os conjuntos de inadequações que ocorrem nos domicílios.pt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Minas Geraispt_BR
dc.publisher.initialsUFMGpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectHabitaçãopt_BR
dc.subjectDemografiapt_BR
dc.subjectPlanejamento urbanopt_BR
dc.subject.otherDemografiapt_BR
dc.subject.otherPlanejamento urbano São Paulo (Estado)pt_BR
dc.subject.otherHabitação São Paulo (Estado)pt_BR
dc.titleDiagnóstico da situação habitacional em 2010 e projeção da demanda demográfica por habitação em 20 anos no espaço intraurbano do Litoral Norte Paulistapt_BR
dc.typeTese de Doutoradopt_BR
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
roberta_guerra_rosemback.pdf16.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.