Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/HJPB-55Y9MT
metadata.dc.type: Tese de Doutorado
Title: Educação a distância e trabalho docente virtual: sobre tecnologia, espaços, tempos, coletividade e relações sociais de sexo na Idade Mídia
metadata.dc.creator: Daniel Ribeiro Silva Mill
metadata.dc.contributor.advisor1: Fernando Selmar Fidalgo de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee1: Antonia Vitoria Soares Aranha
metadata.dc.contributor.referee2: Hormindo Pereira de Souza Junior
metadata.dc.contributor.referee3: Elisa Maria Quartiero
metadata.dc.contributor.referee4: Àlvaro Luiz Moreira Hypólito
metadata.dc.description.resumo: Os tempos e espaços escolares constituem fatores fundantes para a ompreensão do processo de trabalho pedagógico. Isso implica reflexão sobre lógica espaço-temporal que orienta a organização do trabalho escolar. Sendo os espaços e os tempos da educação tão relevantes, há muito a ser pensado ntre o espaço da secular sala de aula (historicamente compreendida como ugar privilegiado para o ensino-aprendizagem e para a atuação docente) e os mergentes ambientes virtuais de aprendizagem (ambiente para ensino- prendizagem simulado telemática). Também há muito por entender entre os ragmentados tempos educacionais em momentos para a aula, para o recreio, para a disciplina de história, de matemática etc., até os flexíveis tempos da ducação na Idade Mídia. A contemporaneidade carece de reflexões em torno dos quatro fatores básicos do processo educacional: docência, aprendizagem, gestão e mediação tecnopedagógica, isto é, carece-se de análises em torno dos docentes, dos alunos, dos gestores e das tecnologias que fazem a mediação do ensino-aprendizagem. Este trabalho pretendeu contribuir specificamente com o primeiro fator: a docência. De forma mais direta ou não, os outros três fatores foram tangenciados, especialmente os meios tecnologias) de trabalho do docente da educação a distância mediada pela elemática (tecnologias de informação e comunicação). Assim, os questionamentos norteadores da pesquisa foram: Que transformações podem er observadas no trabalho do educador quando os processos pedagógicos são stabelecidos por meio de tecnologias virtuais? Como as mudanças nos empos e espaços introduzidos pelos processos pedagógicos virtuais podem nfluenciar o trabalho docente? São implicações de que natureza? Essas questões nasceram do seguinte pressuposto: O processo de trabalho na ducação a distância virtual parecia estabelecer novos tempos e espaços para o trabalhador docente e esse redimensionamento espaço-temporal estaria fetando não somente o cotidiano ou a prática pedagógica dos educadores, mas também sua natureza como categoria de trabalhador. A partir dessas nquietações, foi proposta esta investigação tendo como objetivo geral analisar as implicações sofridas pelo trabalho docente em decorrência das mudanças spaço-temporais introduzidas pelos processos pedagógicos virtuais. Em torno desse objetivo, foram estudadas várias categorias de análise, como: espaço- empo, tecnologia, trabalho docente, gênero (ou relações sociais de sexo), ducação a distância, coletivo de trabalho, lazer, produção e reprodução, entre outras. Foi estabelecida a seguinte hipótese para o estudo: As novas formas de experimentar o tempo e o espaço da Idade Mídia, no âmbito do trabalho, se dão a partir de processos de trabalho intensificados e relações de trabalho precarizadas. Como resultado, esta tese apresentou: a) uma análise geral sobre o padrão de organização que a educação a distância tem tomado no Brasil, em que se destacou a figura do tutor virtual na estrutura organizacional: Quem é o trabalhador da educação a distância virtual?; b) um mapeamento teórico das muitas e contraditórias teorias sobre as concepções de espaço e tempo, destacando os espaços e tempos de trabalho e especificando os espaços e tempos no processo de trabalho virtual num contexto capitalista: Como se configuram os tempos e espaços da Idade Mídia?; c) uma caracterização do tutor virtual como um teletrabalhador, mostrando alguns aspectos de sedução e perigos desse novo modo de organização dos trabalhadores da educação: A quais benefícios, riscos e perigos estão sujeitos os teletrabalhadores docentes?; d) uma análise da relação entre teletrabalho, tecnologia e relações sociais de sexo, tendo como campo de investigação a educação a distância mediada por tecnologias de informação e comunicação: Sendo as tecnologias sexuadas, que diferenciações podem ser observadas entre os trabalhos masculinos e femininos no âmbito do teletrabalho docente?; e) um levantamento de perdas e ganhos da realização do trabalho pedagógico por meio da telemática: Em termos trabalhistas e de formação, como os benefícios evidentes no trabalho coletivo da educação presencial podem ser observados no teletrabalho docente?; f) uma reflexão sobre as possibilidades benéficas e maléficas do teletrabalho docente: Como os docentes virtuais, no cotidiano de trabalho, fazem uso dos seus tempos e espaços?; e, enfim, g) um exercício teórico-prático (proposta metodológica), para além da temática central da pesquisa (trabalho, tecnologia e educação), sobre as possibilidades de um novo emprego para a telemática (Internet) no meio acadêmico-científico: Como utilizar a Internet no processo de coleta de dados para pesquisas científicas? Foram tomados como satisfatórios os resultados obtidos nesta investigação. Agora, mais do que nunca, percebe-se a necessidade da realização de estudos sobre os quatro fatores do processo educacional, incluindo a docência e os meios de trabalho do docente. São necessárias reflexões sobre a educação a distância nesses tempos de convergência midiática: Quais as implicações desse novo contexto espaço-temporal para a aprendizagem, gestão, docência e para a mediação tecnológica na educação da contemporaneidade?
Abstract: School time and space both constitute foundational factors for the comprehension of the pedagogical work process. This leads to reflection about the logic space-time which guides the organization of school work. As educational space and time are relevant, there is much to think about classroom space (historically understood as a privileged place for teaching and learning and also for the teaching role) and the emerging virtual environments for learning (simulated teaching-learning environment by Internet). There is also much to understand about fragmented educational time in assigned moments for playtime, history classes, mathematics classes, etc, and the flexible times of the Education in Media Ages Contemporary times lack in reflections on four basic factors of the educational process: teaching, learning, management and techno-pedagogical mediation, that is, there is a lack of analysis of teachers, learners, managers and technologies responsible for the teaching and learning mediation. This research intended to contribute to the first factor: teaching. Either directly or not, the three other factors were covered; especially means (technologies) of distance education teachers work mediated by Internet (information and communication technologies). Thus, the leading questions of this investigation were: What kind of transformations can be observed in the educators work when pedagogical processes can be established by means of virtual technologies? How changes in time and space produced by virtual pedagogical processes can influence teachers work? What kind of implications are these? These questions arose from the following assumption: the work process in virtual education seemed to establish new time and space for the teacher and this restructured space and time would be affecting not only everyday work or the educators teaching practice, but also its nature as a work class. From these preoccupations, this research was proposed, aiming at analyzing implications by teachers work due to space and times changes introduced by virtual pedagogical processes. Related to this objective, various categories of analysis were studied such as, space-time, technology, teachers work, genre, distance education, collective work, leisure, production and reproduction, among others. The following hypothesis was considered for this study: the new forms to experiment time and space in Media Ages, concerning work, occur due to the intensified work processes and the precarious work relations. As a result, this thesis presented: a) a general analysis about the organizational pattern that distance education has been taking in Brazil, in which the role of virtual tutors was highlighted in the organizational structure: Who is the distance education worker?; b) a theoretical mapping of the diverse and contradictory theories about space and time conceptions, emphasizing space and time work and specifying space and time in virtual work process in a capitalist context: How space and time are regarded in Media Ages?; c) a characterization of virtual tutors as telecommuters, showing some appealing aspects and dangers of this new organizational form of educational workers: These teaching telecommuters are subjected to which benefits, risks and dangers?, d) an analysis of the relationship among work, technology and genre, considering distance education mediated by information and communication technologies as a field of investigation: As technologies are sexed, which differentiations could be observed between male and female work in telecommuting teaching?; e) a survey of gains and losses of the implementation of pedagogical work by Internet: In work and education terms, how could evident benefits in collective work of presential education be observed in telecommuting teaching; f) a reflection about the advantageous and disadvantageous possibilities of telecommuting teaching: How long distance teachers make use of time and space in their everyday practices?; and finally g) a theoretical and practical exercise (methodological proposal), beyond the central theme of this research paper (work, technology and education), about the possibilities of a new occupation for the Internet in academic and scientific areas. How to use the Internet to collect data for scientific researches? The results obtained in this nvestigation can be considered satisfactory. Now, the necessity of carrying out more studies about the four factors in the educational process, including teaching and means of the teachers work can be quite noticed. Reflections about distance education in times of converging media are needed. What are the implications of this new space and time context for learning, management, and teaching and for the technological mediation in Education in contemporary times?
metadata.dc.subject.other: Ensino à distância
Professores Formação profissional 
Educação
Tecnologia educacional
Relações sociais
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/HJPB-55Y9MT
Issue Date: 20-Dec-2006
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese1000_completa.pdf18.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.