Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/MGSS-AEDMVK
metadata.dc.type: Tese de Doutorado
Title: Representações de gêneros sociais: análise multimodal de textos da coleção de livros didáticos de língua portuguesa mais adotada no Ensino Médio no triênio 2012/2014
metadata.dc.creator: Joseli Ferreira Lira
metadata.dc.contributor.advisor1: Sonia Maria de Oliveira Pimenta
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Maria Carmen Aires Gomes
metadata.dc.contributor.referee1: Rachel Ferreira Loiola
metadata.dc.contributor.referee2: Cláudia Natividade
metadata.dc.contributor.referee3: Glaucia Muniz Proenca Lara
metadata.dc.contributor.referee4: Delaine Cafiero Bicalho
metadata.dc.description.resumo: Dois problemas brasileiros estão diretamente ligados a esta pesquisa: leitura e relações de gêneros sociais. Antes mesmo que o Brasil resolvesse o problema da leitura verbal, as mudanças da modernidade trouxeram para o texto outros modos semióticos como cor, textura, som e imagem, e, com eles, o desafio de leitura de textos compostos por variados signos. O outro problema tratado de forma central nessa pesquisa, muito relacionado ao primeiro, são as relações de gêneros sociais representadas em livros didáticos. Ainda hoje vividas, representadas e construídas na hierarquização entre o feminino e o masculino, modelo binário e essencialista. O corpus da pesquisa é composto por 91 textos em que tanto o feminino, quanto o masculino estão representados, sendo a maioria do gênero tirinha. O objetivo principal foi analisar a representação das relações de gêneros sociais em textos publicados em uma coleção de livro didático da disciplina Língua Portuguesa (LDP). Outro objetivo foi apresentar a possibilidade de uso das categorias da Gramática do Design Visual nas aulas de leitura do Ensino Médio. Para isso, fizemos uma análise detalhada de uma amostragem do corpus usando as categorias da GDV, tendo em vista não analisar somente as tirinhas, para conseguir contribuir com exemplos diversificados de análise para os professores do Ensino Médio. O recorte para análise detalhada de 10 amostras do corpus partiu do critério da presença de conflitos, subversões e confirmações em relação ao discurso hegemônico. Os principais pressupostos teóricos que embasaram este trabalho foram a Semiótica Social na perspectiva da Gramática do Design Visual de Kress e van Leeuwen (2006), a Análise do Discurso Crítica principalmente os estudos de Fairclough (2001), e os estudos sobre gênero social de Joan W. Scott (1995), Connell R. W. (2014), Saffioti (2011), Louro (2003) e Butler (1990, 2001 e 2003). O resultado das análises indica que, apesar de haver subversões da normatização de gênero presentes nos discursos hegemônicos, ainda há uma representação das relações de gêneros sociais marcada pelas normas de comportamento do que é ser feminino e o que é ser masculino, de postura sexista e com valoração para características masculinas em detrimento das femininas.
Abstract: Two Brazilian problems are directly linked to this research: gender relations and social reading. Even before Brazil solved the problem of verbal reading, changes of modernity brought to the text other semiotic modes such as color, texture, sound and image, and with them, the challenge of reading texts composed of various signs. The other problem handled centrally in this research and related to the first, gender social relations are represented in textbooks. Today still lived, represented and constructed in the hierarchy between the feminine and the masculine, binary and essentialist model. The main objective is to analyze the representation of gender social relations in multimodal texts of a Portuguese language textbook (LDP); introducing the possibility of using the categories of the grammar of the Visual Design in reading lessons of high school. The corpus consists of 91 texts in which both the male and the female are represented. The criteria for the selection of the 10 texts of the corpus was the presence of conflicts, subversions and confirmations in relation to hegemonic discourse. The main theoretical assumptions that paved the way of this work were the Critical discourse analysis primarily studies of Fairclough (2001), the Social Semiotics in the perspective of The Grammar of Visual Design of Kress and van Leeuwen (2006) and studies on social genre Joan w. Scott (1995), r. w. Connell (2014) and Butler (1990, 2001 and 2003). The result of the analysis indicates that, even though there are subversions of norms of gender present in hegemonic discourses, there is still the representation of gender social relations are strongly marked by the standardization of behavior than it is to be female and what it means to be masculine, with valuation for male characteristics to in detriment of female.
metadata.dc.subject.other: Gêneros textuais
Análise do discurso
Semiótica Aspectos sociais
Lingüística textual
Sexismo nos livros didáticos
Livros didáticos Influências tendenciosas
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/MGSS-AEDMVK
Issue Date: 29-Aug-2016
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1259d.pdf6.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.