Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/MPBB-7TRH6V
metadata.dc.type: Dissertação de Mestrado
Title: Significado geotectônico das rochas charnockíticas da região de Carangola-MG: implicações para a conexão Araçuaí-Ribeira
metadata.dc.creator: Tiago Amancio Novo
metadata.dc.contributor.advisor1: Antonio Carlos Pedrosa Soares
metadata.dc.contributor.referee1: Fernando Flecha de Alkmim
metadata.dc.contributor.referee2: Monica da Costa Pereira Lavalle Heilbron
metadata.dc.description.resumo: Os Orógenos Araçuaí e Ribeira constituem um cinturão orogênico Neoproterozóico-Cambriano que se estende das bordas oriental e setentrional do cráton São Francisco até o Oceano Atlântico, a sul do paralelo 15°. A conexão entre esses orógenos situa-se em torno do paralelo 21°S, mas ainda não está caracterizada em detalhe. A identificação da continuidade dos arcos magmáticos destes orógenos é de grande valia para o modelamento paleoambiental e geotectônico. Este trabalho apresenta resultados decorrentes do mapeamento, em escala 1 :100.000, da porção leste da folha Carangola (SF-23-X-B-VI), situada entre os paralelos 20º30'-21°S e meridianos 42°-42°15'. A característica fundamental da região é a abundância de rochas metamórficas de alto grau, ortoderivadas e paraderivadas, das fácies anfiboiito e granulito, refletindo o profundo nível crustal ali exposto. O embasamento paleoproterozóico é constituído por ortognaisses granulíticos do Complexo Juiz de Fora. A cobertura neoproterozóica está representada por paragnaisses migmatíticos do Grupo Andrelândia. Ocorrem tambémgranitóides tipo S, pouco deformados, e os granitóides charnockíticos (Suíte Divino) aqui focalizados. Rochas charnockíticas sensu lato possuem cor verde em decorrência da atuação de fluidos com alta pressão de C02 em relação à pressão de H20 durante sua gênese, fator relativamente comum em níveis crustais profundos. Desta forma, granitóides cálcio-alcalinos representantes de arco magmático podem ser representados por rochas charnockíticas, desde que cristalizadas na crosta profunda, sob as condições acima referidas. A Suíte Divino tem as características de uma suíte cálcio-alcalina expandida, metaluminosa a ligeiramente peraluminosa (ACNK entre 0,7 e 1,1) com padrão de elementos traços que caracteriza uma associação derivada de magmatismo relacionado à subducção de litosfera oceânica. As datações U-Pb de amostras da Suíte Divino indicam se tratar de uma unidade tardi-neoproterozóica (idades 592 ± 7 Ma e 595 ± 3 Ma). A norte, na região de Galiléia, tonalitos foliados do arco magmático do Orógeno Araçuaí têm idade em ca. 594 Ma (i.e., pertencem à Suíte G1). A sul, na região de Cantagalo, tonalitos dóarcomagmático Rio Negro (Orógeno Ribeira) possuem idade de ca. 620 Ma. Desta forma, tendo em mente a posição geográfica atual do arco magmático pré-conslonal do Orógeno Araçuaí, considera-se que a Suíte Divino representa a exposição da raiz granulítica deste arco (com significativo envolvimento de fusões derivadas da crosta profunda de idade paleoproterozóica, representada pelo Complexo Juiz de Fora), cuja eventual continuidade para sul pode ser um elo de ligação entre os orógenos Araçuaí e Ribeira
metadata.dc.subject.other: Geologia Carangola (MG)
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/MPBB-7TRH6V
Issue Date: 18-Feb-2009
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_tiago_final.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open
mestrado_tiago_novo.pdf9.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.