Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/36321
Type: Dissertação
Title: Toda escola deveria ter uma parada do orgulho LGBTQIA+ que a ajudasse a sair do armário e a enfrentar o Bullying com motivação LGBTfóbica
Authors: Thales do Amaral Santos
First Advisor: Paulo Henrique de Queiroz Nogueira
First Referee: Cláudio Eduardo Resende Alves
Second Referee: Pâmela Suélli da Motta Esteves
Third Referee: Vinícius da Silva Lírio
Abstract: Isto é um plano de subversão! Precisamos garantir que as pessoas LGBTQIA+ ingressem e permaneçam na escola e entendemos que o diálogo é um caminho possível. As escolas têm se mostrado como um espaço de reprodução das desigualdades de gênero e sexualidade. Essa pesquisa se propôs a compreender como essa desigualdade tem ocorrido, de que forma pessoas LGBTQIA+ tem resistido às violências, assim como identificar os elementos no percurso escolar que as auxiliam na construção de uma resistência, utilizando como referência teórico autoras e autores pós-estruturalistas. Por meio de uma cartografia, que explorou essas questões dentro de uma escola pública de Belo Horizonte, com entrevistas e análises do seu cotidiano, foi possível, por um lado, construir uma interpretação sobre as identidades das pessoas LGBTQIA+ no ambiente escolar; e, por outro lado, localizamos dimensões do ambiente escolar um conjunto de fatores sociais que influenciam como elas trabalham as questões de gênero e sexualidade na educação. A categoria Bullying se mostrou como uma possível estratégia para garantir que as conversas sobre as identidades de gênero e orientações sexuais com discentes, docentes e demais profissionais da escola venham a ocorrer, permitindo um diálogo educativo entre a escola e os que nela trabalham e estudam. Com esses achados foi possível a construção de um Ciclo de Oficinas Pedagógicas a serem disponibilizadas para jovens do Ensino Médio, propomos uma resistência, uma nova forma de se pensar o lugar LGBTQIA+ dentro da sala de aula. As paradas do orgulho LGBTQIA+ dentro das escolas é uma metáfora para mostrar como símbolos e elementos LGBTQIA+ ampliam as possibilidades dessas identidades permanecerem nesses espaços, tornando a escola o mais diverso, inclusive para pessoas heterocisgênero.
Subject: Educação
Educação - Relações de gênero
Identidade sexual na educação
Discriminação de sexo na educação
Sociologia educacional
Homossexualidade
Sexo - Aspectos educacionais
Bullying
Bullying nas escolas
Violência escolar
language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
metadata.dc.publisher.department: FAE - FACULDADE DE EDUCAÇÃO
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação e Docência
Rights: Acesso Aberto
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/pt/
URI: http://hdl.handle.net/1843/36321
Issue Date: 21-Dec-2020
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thales Dissertacao PUBLICAÇÃO.pdf2.83 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons