Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-9WWFG5
metadata.dc.type: Monografias de Especialização
Title: Saponificação de ácidos graxos e triacilglicerídeos: avaliação por espectrometria de infravermelho
metadata.dc.creator: Isabel de Sousa Batista Carvalho
metadata.dc.contributor.advisor1: Paulo Roberto Gomes Brandao
metadata.dc.description.resumo: Nos processos industriais de tratamento de minérios, através da flotação, principalmente nos minérios de apatita, têm sido utilizados, largamente, óleos vegetais e minerais provenientes de excedentes ou mesmo rejeitos das indústrias alimentícias, de cosméticos e de celulose. Estes óleos podem ser utilizados como matérias-primas para produção de coletores, sendo necessário saponificá-los previamente, para que possam ser usados. Este trabalho foi realizado com a finalidade desenvolver uma metodologia eficaz de saponificação de ácidos graxos e triacilglicerídeos, pois no Brasil existe uma grande disponibilidade de matérias renováveis para a fabricação de sabões (óleos vegetais e gorduras animais). A verificação desta eficiência de saponificação foi observada através de metodologia instrumental, a espectrometria de infravermelho (EIV). Existem basicamente 5 métodos de saponificação de óleos e gorduras, mas neste trabalho foram utilizados três destes, por serem métodos extremos, em escala de laboratório. No espectrômetro infravermelho (FTIR), foi empregado o método de transmissão com uma variação de preparação tanto para a fase líquida quanto para a fase sólida. O método 4, que utiliza solução de NaOH em etanol a quente, sob refluxo, foi totalmente efetivo para a saponificação mais difícil, que é para os triacilglicerídeos (óleo de soja). Outros resultados importantes para este método foram: 1. Uma pequena quantidade de água (cerca de 5%) não tem efeito nocivo na saponificação de triglicerídeos; assim, álcoois comerciais podem ser utilizados. 2. A temperatura de secagem do sabão produzido recomendada para analise por EIV é em torno de 100°C e deve ser rápida. O método 1, que usa solução aquosa de NaOH à temperatura ambiente, foi eficiente a curto prazo apenas para ácidos graxos (ácido oleico). Para os triglicerídeos, a saponificação foi somente parcial. Contudo, após vários dias, mantendo-se a mesma temperatura, a saponificação torna-se completa. Isto pode ser interessante, pois diminuiria o custo com o aquecimento e o do insumo álcool etílico, desde que o fator tempo não fosse crítico. O método 2, que é semelhante ao método 1, mas a reação é processada a 70-75ºC; os resultados de saponificação foram praticamente os mesmos que os deste método.
Abstract: Processing by flotation in mineral industry, mainly in the case of apatite phosphate ores, vegetable and mineral oils from surplus or waste from food industry, cosmetics and cellulose, have been used widely. These oils can be used as raw materials for the production of collectors, but it is necessary for them to be previously saponified. This work was conducted to develop an effective methodology for the saponification of fatty acids and triacylglycerides, because in Brazil there is a wide availability of renewable materials for the manufacture of soaps (vegetable oils and animal fats). Verification of the saponification efficiency was conducted by an instrumental method, infrared spectrometry (IRS). There are basically 5 methods of saponification of fats and oils, but in this work three of these were used, because they are extreme methods, in laboratory scale. Infrared spectrometry (FTIR) was used in the transmission method with a preparation variation using both the liquid and the solid phases. Method number 4, which utilizes hot NaOH ethanol solution under reflux was fully effective for the more difficult saponification, which it is for triglycerides (soybean oil). Other important results for this method were: 1. A small amount of water (around 5%) has no adverse effect on triglyceride saponification, so commercial alcohols can be used. 2. The drying temperature recommended for analysis of the produced soap by IRS is around 100°C and must be rapid. Method number 1, which uses aqueous NaOH solution at room temperature, was effective only for fatty acid (oleic acid) in short-term. For triglycerides, the saponification was only partial. However, after several days, keeping the same temperature, there is complete saponification. This can be interesting because it would reduce the cost of heating and the ethyl alcohol input, provided that the time factor was not critical. Method number 2 is similar to method 1, but the reaction is processed at 70-75°C; saponification results were practically the same as with this method.
metadata.dc.subject.other: Minérios de ferro
Acidos graxos
Beneficiamento de minerio
metadata.dc.language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
metadata.dc.publisher.initials: UFMG
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUBD-9WWFG5
Issue Date: 30-Aug-2013
Appears in Collections:Especialização em Engenharia de Recursos Minerais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
isabel_monografia2013.pdf835.16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.