Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-BBYGHS
Type: Tese de Doutorado
Title: Mudanças estruturais, condições de trabalho e riscos psicossociais em um hospital público universitário
Authors: Geraldo Majela Garcia Primo
First Advisor: Livia de Oliveira Borges
First Referee: Marilia Alves
Second Referee: Andrea Maria Silveira
Third Referee: Jose Newton Garcia de Araujo
metadata.dc.contributor.referee4: Joao Leite Ferreira Neto
Abstract: O objetivo desta tese foi explicitar e avaliar as repercussões psicossociais ocorridas em hospital universitário de grande porte, que passou por mudanças estruturais no seu modelo de gestão e estrutura jurídico-legal, bem como investigar as condições de trabalho e a percepção de estresse no trabalho dos seus profissionais. A metodologia usada foi a triangulação metodológica com análise documental, entrevistas e questionário estruturado. A reforma gerencial ocorrida no Estado Brasileiro, com ênfase na eficiência, redução de custos e vinculação de recursos à produção repercutiu nos hospitais universitários A ausência de concursos resultou no comprometimento da receita com pagamento de pessoal. Para garantir a sobrevivência e manutenção do seu papel relevante perante a comunidade, o hospital estudado priorizou a assistência e aumento da produção, com prejuízo para os trabalhadores, submetidos a sobrecarga de trabalho, subdmensionamento e vínculos precários. Em 2012, como resposta para a crise que se agravava, o Governo Federal criou empresa pública de natureza privada (Ebserh), e condicionou os hospitais universitários à adesão para garantir sua viabilidade financeira. Em 2013, o Hospital estudado aderiu à empresa, submetendo-se a processo de mudança estrutural, com repercussões psicossociais. A análise fatorial do Questionário de Condições de Trabalho confirmou três fatores de segunda ordem, que denominamos: Exigências, Contradições e Condições Materiais; Comunicação, Desafio e Participação; e Suporte e Planejamento. O escore dos fatores mostrou diferenças conforme variáveis sociodemográficas e aspectos contratuais e jurídicos. O Questionário de percepção de estresse utilizado Modelo do Equilíbrio Esforço-Recompensa apresentou números que denotam situação de estresse no trabalho. A relação positiva entre os fatores permite-nos concluir que as condições inadequadas de trabalho percebidas pelos profissionais constituem fatores de risco psicossocial, sendo preditivos de estresse no trabalho e suas consequências de adoecimento, rotatividade e comprometimento do desempenho pessoal e organizacional.
Abstract: The main objective of this work was to identify and evaluate the psychosocial effects of structural changes management model and legal framework in a huge University Hospitals. Work conditions and workers stress perception were also evaluated. The methodology used was the triangulation method, with documental analysis, interviews and structured questionnaire. The Brazilian government management restructuration, with emphasis in efficiency, cost reduction and resources allocated for production affected University Hospitals. The lack of contests resulted in a revenue impairment due to outsourced workforce payments. To guarantee its viability and maintain its relevant hole in the society, the studied hospital prioritized assistance and productivity increase, impairing work conditions. Workers were submitted to work overload, under dimensioned job posts and precarious employment bonds. In 2012, as a crisis response, Brazilian Federal Government created a public company with private nature (Ebserh) and have made University Hospitals financial viability conditioned to Ebserh joining. In 2013, the studied hospital joined the company and passed through structural changes that led to psychosocial impacts. The factorial analysis of the Work Condition Questionnaire confirmed three second order factors, named: Demands, Contradictions and Material Conditions; Communication, Challenge and Participation; and Support and Planning. Factors score showed the difference among sociodemographic variables and contractual and legal aspects. The stress perception questionnaire used (Effort-Reward Balance Model) presented results that demonstrate work stress situation. The positive relation between factors allows the conclusion that inadequate work conditions perceived by the workforce represent psychosocial risk factors, being predictive factors of work stress and its consequences, sickness, turnover and engagement on personal and organizational development.
Subject: Trabalho
Hospitais universitários
Psicologia
language: Português
Publisher: Universidade Federal de Minas Gerais
Publisher Initials: UFMG
Rights: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-BBYGHS
Issue Date: 18-Dec-2018
Appears in Collections:Teses de Doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_geraldo_primo.pdf5.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools